Sketch – Divine
Por Bárbara S. de P. | 30/05/2018

null




Sketch – Regine Chassagne
Por Bárbara S. de P. | 23/05/2018

null




WANNABE!
Por Bárbara S. de P. | 18/05/2018

Daqui a pouco!




Sketch – Beth Ditto
Por Bárbara S. de P. | 16/05/2018

null




Sketch – Fiona Apple
Por Bárbara S. de P. | 09/05/2018

null




WANNABE (cartaz)
Por Bárbara S. de P. | 04/05/2018

Porque, oras, claro.




Sketchs – Janelle Monáe
Por Bárbara S. de P. | 02/05/2018

null

Janelle recentemente saiu do armário e se assumiu pan. Em homenagem à sua queerzice que já emanava desde muito antes de seus últimos videoclipes ousadinhos, resolvi postar esses esboços que fiz no começo desse ano a partir das capas de sua trilogia cheia de ficção-científica lançada entre 2007 e 2013. Amo!




Sofá (cartaz)
Por Bárbara S. de P. | 25/04/2018

Arte criada para divulgação da Sofá, festa pra lá de aconchegante e empolgante que acontecerá daqui a dois sábados. A idéia desse projeto é ser quase uma festa em casa, daquelas de fazer o vizinho chato chamar a polícia por causa do barulho… mas é na boate, então não tem vizinho chato.




Spiraldex de 27 horas
Por Bárbara S. de P. | 11/04/2018

Spiraldex é um dos vários modelos de gráfico usados principalmente como como ferramenta de gestão de tempo. Uma busca rápida na internet vai te colocar à par do assunto, caso você não tenha familiaridade.

No modelo original, todas as áreas possuem a mesma (ou semelhante) grossura, o que não era tão interessante para mim. Diminuí o centro para poder preencher no dia seguinte algumas horas antes da marcação de meia-noite e redistribuí o espaço para engrossar as sessões de acordo com as horas onde preciso de mais espaço para detalhes. Uma pequena mudança no ângulo da espiral fez o ajuste. Encomendei um carimbo com o desenho que fiz, tem funcionado perfeitamente pra mim nos últimos meses. Caso também atenda às suas demandas (ou caso você ache que essa é uma boa base para você fazer seus próprios ajustes), fique à vontade para clicar na imagem e baixar o arquivo eps:




Sejamos realistas
Por Bárbara S. de P. | 01/04/2018

Eu já venho cantando essa pedra desde 2016 e agora sai no Le Monde e pessoas vem comentar surpresas que alguém escreveu um artigo ou fez um video falando que “talvez tenhamos indícios de corrermos o risco de talvez quem sabe não termos eleições esse ano”. Vamos cortar todas essas voltas no começo dessa afirmação, que bobagem. Pensem aqui comigo: quando foi, na história dessa nossa humanidade, que um grupo deu um golpe de Estado para uns dois anos depois simplesmente cansar de brincar de poder? Vai ser fácil e simples pra eles, como tem sido todos os avanços absurdos desse rolo compressor. E mais uma vez, as pessoas vão exclamar horrorizadas “Oh! Meu deus! Quem diria?!” diante da desgraça anunciada e vão correndo mudar seus twibbons. Depois vão levantar pra trabalhar.







posts do antigo blog