SMTP Error: Could not connect to SMTP host.

Notas da semana
Por Bárbara S. de P. | 30/07/2011

Artigos
Representação política, identidade e minorias – Iris Marion Young (2006) …..10

HQ
Reino dos malditos – Ian Edginton e D’Israeli (2006)……………………7

Semanalmente, publico aqui notas de 0 a 10 para tudo o que ouvi, li, assisti etc de novo (para mim) no decorrer dos últimos 7 dias.

Para ver as notas das semanas anteriores, clique aqui.




Download: Do contrato social
Por Bárbara S. de P. | 29/07/2011

Procurei esse livro para baixar e ler no meu pré-histórico palm top (que é incomparavelmente mais portátil que um ipad e me serve muito bem), mas achei versões cuja formatação não são favoráveis para serem convertidas em formatos de ebook. Encontrei então essa página no ebooksbrasil.org e o que fiz foi copiar, formatar rapidamente e salvar em um pdf compatível com outros formatos. Deu certo pra mim. Acredito que possa ser de utilidade para mais gente, portanto… segue abaixo o link para baixar o arquivo.

Do contrato social (Jean-Jacques Rousseau)

Compartilhem!




“Vovô W”
Por Bárbara S. de P. | 28/07/2011

Criado através de circuit bend em um despertador que depois de desmontado e modificado foi adaptado dentro de uma caixinha de um relógio de pulso. Ambos os relógios (o da caixa e o despertador) foram presentes de Natal do meu avô. Por isso, e por ser o meu avô uma pessoa atenta à música escondida nas coisas, o aparelho recebeu esse nome. Uma homenagem justa.

O funcionamento do instrumento é simples: dois botões, um aciona um bipe e o outro o abafa sem anulá-lo. Uma chave para ligar e desligar. O som passa por uma saída stereo para qualquer caixa ou amplificador em que eu queira plugá-lo.

Simples e útil. Fiquei bem satisfeita para uma primeira experiência.




Klein
Por Bárbara S. de P. | 27/07/2011

(faixa avulsa)

Brincando com os novos instrumentos e ferramentas.

O Podcast (link no rodapé de cada postagem) é onde publico minhas experimentações com sons/música. Saiba mais aqui.

ASSINE O PODCAST!
VIA RSS OU E-MAIL




Explicações
Por Bárbara S. de P. | 22/07/2011

Pois é, essa semana não teve podcast, mas há um motivo pra isso: estive usando meu tempo para estudar e construir instrumentos eletrônicos que serão usados nos meus experimentos. Hoje mesmo finalizei um, postarei sobre ele em breve. Além disso, estou aguardando a chegada de uma encomenda que contribuirá para brincadeiras mais ousadas.

Semana que vem, o podcast volta à ativa normalmente. Quarta-feira!




Notas da semana
Por Bárbara S. de P. | 16/07/2011

Álbuns de música
Shangri-la – YACHT (2011)………………………………………….10

Filmes
O vencedor – David O. Russell (2010)…………………………….10
Role models – David Wain (2009) …………………………………7

Semanalmente, publico aqui notas de 0 a 10 para tudo o que ouvi, li, assisti etc de novo (para mim) no decorrer dos últimos 7 dias.

Para ver as notas das semanas anteriores, clique aqui.




Grandes expectativas
Por Bárbara S. de P. | 13/07/2011

(faixa avulsa)

Essa foi um ótimo exercício sobre o que acrescentar ou não. Mais noise, uma pequena provocação, menos informação e melodia. Tentei mantê-la enxuta o suficiente para não desviar a atenção das texturas. Acho que ainda vou descobrir se consegui.

O Podcast (link no rodapé de cada postagem) é onde publico minhas experimentações com sons/música. Saiba mais aqui.

ASSINE O PODCAST!
VIA RSS OU E-MAIL




Arte de estréia: Syrup
Por Bárbara S. de P. | 07/07/2011

A primeira edição do projeto WANNABE apresenta: Syrup acontecerá no dia 28 desse mês, no Estúdio B. O cartaz já está circulando por aí.




Corredor de espera
Por Bárbara S. de P. | 06/07/2011

(faixa avulsa)

Aqui, mais um experimento com camadas e a intenção de fazer uma estrutura mais definida e com “refrão”.

O Podcast (link no rodapé de cada postagem) é onde publico minhas experimentações com sons/música. Saiba mais aqui.

ASSINE O PODCAST!




Identidade visual: Syrup
Por Bárbara S. de P. | 04/07/2011

A WANNABE está com um projeto novo que pediu uma identidade visual exclusiva. A Syrup surgiu da idéia de explorar o lado A da música com classe, uma festa para oferecer pop e nu-disco de uma forma que ouvidos mais exigentes não tem encontrado na noite de BH: sem farofa. Antes de definirem o nome, eu já havia “maquinado” uma estética de acordo com a proposta e deixado reservado. O nome foi praticamente um brinde.

Explicando a idéia…

Identidade visual da festa: Resumindo, é a estilização de um ponto de venda.

Logo: A logo sempre será inserida em algo que lembre uma placa de promoção de supermercado estilizada, um anúncio. Não precisa ser sempre a mesma forma, mas a fonte é sempre a mesma, algo constante para as pessoas memorizarem. A idéia é mostrar o nome da festa como um produto anunciado.

Estética em geral: Para brincar com a visão e dar uma sensação de histeria, todas as formas são angulosas, tanto a placa da logo quanto o cenário. Apesar de tentar representar um ambiente, não haverá nada realista que forme uma ilusão de perspectiva e profundidade exatas. Assim, mesmo dando a impressão de um ambiente, a imagem ficará aberta, leve, sem pressionar o espectador num canto. Tudo é artificial, inclusive as cores, que serão sempre bem fortes – mas apenas duas, afinal não é uma festa de “happy rock”. Uma cor forte preenche o fundo, com variações de texturas para tornar a composição forçadamente festiva e a outra cor destaca completamente a logo do fundo. O resultado é justamente o efeito do pop: chamar a atenção para si para se vender.







posts do antigo blog