Tudo em volta está borrado
Por Bárbara S. de P. | 18/11/2018

É conhecido o fenômeno que faz com que pessoas acabem acreditando nas próprias mentiras se mentem com suficiente frequência. Num desdobramento indigesto, o cinismo também tem convencido os próprios cínicos enquanto bate repetidamente em nossas cabeças em golpes vindos de cima.

Nessa semana então pudemos receber de nossos co-cidadãos, cá de baixo, que “Bolsonaro salvou os médicos cubanos, que voltaram pra Cuba libertos da escravidão”. E falam a sério. Está tudo virado a esse ponto. A sujeira revirada com o “bom dia” caído por cima do lodo do estranhamento mútuo misturado com o esforço diário de ser uma pessoa entre anti-pessoas que esqueceram que são pessoas.




Processo de um sketch
Por Bárbara S. de P. | 14/11/2018

 

 




Sketches urbanos
Por Bárbara S. de P. | 12/11/2018




Sketch urbano + a parte mais bizarra do que é viver nesses tempos
Por Bárbara S. de P. | 09/11/2018
Continuar levantando, rumando para o trabalho, brigando contra a noção do absurdo para conseguir desempenhar suas funções adequadamente, almoçando como se houvesse espaço para apetite, voltando pra casa querendo um conforto impossível e depois fingindo que é possível dormir.



I will Sofá (cartaz)
Por Bárbara S. de P. | 08/11/2018

Por mais que eu esperasse o desastre, o baque foi tamanho que nem postei aqui… esse foi o cartaz de divulgação de uma edição mais que especial da Sofá.

Nós vamos sobreviver sim e essa revolução é nossa, por isso seguimos dançando.




Sketch urbano
Por Bárbara S. de P. |




E o Bostinha levou…
Por Bárbara S. de P. | 03/11/2018

Cadê o resto do meu Inktober? Foi pro ralo junto com meu sono nessas últimas semanas pré e pós apocalipse. Mas continuarei aqui, para desespero desses fascistas e serumaninhos mal-resolvidos que não conseguem conceber uma idéia de mundo sem a opressão de boa parte dele. Mal sabem eles que estaremos sempre aqui. Estamos apenas começando, cambada!
Levem meu sono, seus merdas. Eu prometo pra vocês que não vou dormir.







posts do antigo blog